Este livro é dedicado a minhas irmãs em Cristo em todo o mundo que anseiam por aprofundar seu relacionamento com o Senhor, alcançar tudo o que Deus tem para elas e tornar-se tudo o que ele as criou para serem.

21. SENHOR, CONSOLA-ME EM TEMPOS DIFÍCEIS

Toda vez que decolo em um avião num dia cinzento, sombrio e chuvoso, sempre me admira como conseguimos voar pelas nuvens escuras e cheias de chuva, tão espessas que não podemos ver nada pela janela e então, de repente, nos elevamos acima de tudo e somos capazes de enxergar quilômetros ao redor. Lá em cima o céu está ensolarado, límpido e azul. Vivo me esquecendo de que não importa quanto o tempo esteja ruim, é possível elevar-se acima da tempesta¬de até um lugar onde tudo está bem.
Nossa vida espiritual e emocional é muito parecida com isso. Quando as nuvens escuras das tribulações, lutas, tristezas e sofri¬mentos aproximam-se e, então, colocam-se sobre nós, tão espessas que mal podemos ver o que está à frente, é fácil esquecer que há um lugar de calma, luz, clareza e paz para onde podemos nos elevar. Se segurarmos a mão de Deus durante esses tempos difíceis, ele nos elevará acima das condições em que estamos até o lugar de consolo, calor e segurança que tem para nós.
Um de meus nomes prediletos para o Espírito Santo é Consolador (Jo 14:26). Assim como não temos de implorar ao Sol por sua luz, também não temos de implorar ao Espírito Santo pelo consolo, pois ele é consolo. Precisamos simplesmente nos desligar de qualquer coi¬sa que nos separe dele. Precisamos orar para que, quando passarmos por tempos difíceis, o Espírito Santo nos dê uma percepção mais intensa de seu consolo nesses momentos.
Mais cedo ou mais tarde, todos passam por tempos difíceis. A dor e a perda são parte da vida. Há tantas razões diferentes pelas quais essas coisas acontecem, mas, quando nós o convidamos, Deus está sempre presente para fazer com que o bem resulte delas. Se entender¬mos as diferentes possibilidades de sofrimento, isso nos ajudará a superar a dor e a ver nossa fé crescer em meio a ele.

Quatro bons motivos para tempos difíceis
1. Às vezes coisas difíceis acontecem conosco para que a glória e o poder de Deus sejam revelados por nosso intermédio. Quando Jesus passou por um homem que era cego de nascença, seus discípulos pergunta¬ram ao Mestre se a cegueira do homem era resultado de algum peca¬do dele ou de seus pais. Jesus respondeu: "Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus" (Jo 9:3). Talvez não sejamos capazes de entender por que certas coisas estão acontecendo conosco naquele momento e talvez nunca fiquemos sa¬bendo por que tivemos de passar por elas até que estejamos com o Senhor, mas, quando nos voltamos para Deus em meio às situações difíceis, a glória de Deus será vista nelas e em você.
2. Deus usa os tempos difíceis para nos purificar. A Bíblia diz: "Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pen¬samento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado" (1 Pe 4:1). Isso significa que nosso sofrimento durante os tempos difíceis quei¬mará o pecado e o egoísmo dentro de nós. Deus permite que o sofri¬mento aconteça para que aprendamos a viver para ele e não para nós mesmas, para que busquemos a vontade dele e não a nossa. Não é agradável o momento em que sofremos, mas o desejo de Deus é que sejamos "participantes da sua santidade" (Hb 12:10). Ele quer que nos desapeguemos das coisas que desejamos e que nos apeguemos ao que é mais importante na vida - ele.
3. As vezes a infelicidade é causada pela disciplina de Deus em nossa vida. "Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser moti¬vo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça" (Hb 12:11). O fruto produzido em nós por essa disciplina e poda divi¬nas faz valer a pena a dificuldade pela qual temos de passar a fim de consegui-lo, mas devemos ter cuidado para não resistir à dificulda¬de nem odiá-la. "Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe" (Hb 12:5,6).
4. As vezes somos pegas no meio da obra do inimigo. O grande prazer do inimigo é fazer você infeliz e tentar destruir sua vida. Com fre¬qüência, a razão da angústia, melancolia, pesar, tristeza profunda ou da dor que você sente é inteiramente obra do inimigo e não culpa sua ou de outra pessoa. Seu consolo encontra-se em saber que, ao louvar ao Senhor em meio a isso, ele derrotará o inimigo e fará com que o bem resulte de coisas que você nem poderia imaginar. Deus deseja que você ande com ele pela fé enquanto ele a guia pela aflição, e a ensinará a confiar nele em meio às dificuldades.
Nenhuma de nós quer ouvir como a dor e o sofrimento são bons para nós. Quando estamos no meio da dificuldade, tragédia, perda, devastação ou decepção, sentimos uma dor terrível e nos parece im¬possível pensar além dela. No entanto, o Espírito Santo está presente para nos ajudar. Em outras traduções da Bíblia, ele é chamado de Auxiliador. Jesus disse: "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade" (Jo 14:16,17). Quando nos voltarmos para o Espírito San¬to em busca de ajuda e consolo, ele não apenas vai nos socorrer como também nos dará uma porção mais rica de sua presença, que jamais experimentamos. Seremos bem-aventuradas quando chorarmos, por¬que o Consolador nos consolará (Mt 5:4).
Quando minha amiga morreu de câncer no seio há vários anos, fiquei arrasada de tristeza. Éramos melhores amigas desde o ensino médio e não sabia como poderia sobreviver à perda. O dia depois do enterro foi o de maior dor. Comecei a me dar conta da realidade e não conseguia parar de chorar. Além disso, junto com meus dois filhos de 6 e 10 anos de idade, eu tinha agora o filho de 8 anos de minha amiga para cuidar. Pedi a Deus que me elevasse acima de mi¬nha tristeza a fim de que eu pudesse tornar-me útil o suficiente para ajudá-lo a lidar com a perda. Deus respondeu àquela oração a cada dia que me voltei para ele em busca de forças e consolo.
Toda vez que você se elevar acima da dor em sua vida e encon¬trar a bondade, clareza, paz e luz do Senhor, sua fé aumentará. Deus estará com você em meio à dor não apenas para aperfeiçoá-la mas também para tornar maior sua compaixão pelo sofrimento de ou¬tros. Ao continuar vivendo na presença do Senhor, a glória dele se revelará em você.

Minha Oração a Deus
Senhor,
Ajuda-me a lembrar de que não importa quão escura a situa¬ção possa tornar-se, para minha vida tu és a luz que jamais pode ser apagada. Não importa quão escuras estejam as nu¬vens sobre minha vida, tu me elevarás acima da tempestade até o consolo de tua presença. Só tu podes tomar qualquer que seja minha perda e encher o vazio com o bem. Só tu podes tomar o fardo de minha tristeza e dor e enxugar minhas lágri¬mas. "Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração" (Sl 4:1).
Em tempos de tristeza, sofrimento ou provação, peço-te por uma percepção mais intensa de tua presença. Quero tornar-me mais forte nesses tempos e não mais fraca. Quero crescer na fé e não ser tomada de dúvidas. Quero ter esperança no meio de tudo e não me entregar ao desespero. Quero ficar firme em tua verdade e não ser levada pelas emoções.
Obrigada porque não preciso temer más notícias, pois meu coração está firme e confiante em ti (Sl 112:7). Obrigada porque "livraste da morte a minha alma, das lágrimas, os meus olhos, da queda, os meus pés" (Sl 116:8). Obrigada porque caminho di¬ante de ti com esperança em meu coração e vida em meu corpo. Obrigada porque "não morrerei; antes, viverei e contarei as obras do SENHOR" (Sl 118:17). Mesmo quando "a minha alma, de tristeza, verte lágrimas", peço-te: "fortalece-me segundo a tua palavra" (Sl 119:28).
Ajuda-me a lembrar de dar graças a ti em todas as coisas, sabendo que tu reinas em meio a elas. Faze-me lembrar que tu me redimiste e sou tua e nada é mais importante do que isso. Sei que, quando passar pelas águas, tu estarás comigo, e os rios não me submergirão. Quando eu passar pelo fogo, não me queima¬rei, nem a chama arderá em mim (Is 43:1,2). Isso porque tu és bom e enviaste o Espírito Santo para consolar-me e socorrer-me. Peço-te, ó Deus da esperança, enche-me de todo o gozo, paz e fé para que eu possa ser "rica de esperança no poder do Espírito Santo" (Rm 15:13). Obrigada porque tu enviaste o Espírito Santo para ser meu Consolador e Auxiliador. Faze-me lembrar disso em meio aos tempos difíceis.

As Promessas de Deus para Mim
Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordi¬nária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cris¬to, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando.
1 Pedro 4:12,13

Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mes¬mo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar.
1 Pedro 5:10

Espera pelo SENHOR, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo SENHOR.
Salmo 27:14

Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque se¬rão consolados.
Mateus 5:3,4

O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.
Salmo 121:8